SECAS DO SERIDÓ

Cronologia das secas do Seridó


O povoamento da região começou logo após o fim da Guerra dos Bárbaros (1687 a 1697).

As primeiras terras concedidas na região são registradas nos livros da Capitania do Rio Grande são de 1676 e referem-se exatamente à Acauã (hoje Acari).

No século XVIII - (27) vinte e sete secas:

Seca - 1709 / 1710 / 1711
Seca - 1720 / 1721
Seca - 1723 / 1724 / 1725 / 1726 / 1727
Seca - 1736 / 1737
Seca - 1744 / 1745
Seca - 1748 / 1749 / 1750 / 1751
Seca - 1777 / 1778 / 1779 / 1780
Seca - 1782
Seca - 1790 / 1791 / 1792 / 1793

No século XIX - (19) dezenove secas.

Seca - 1808 / 1809
Seca - 1824 / 1825
Seca - 1831
Seca - 1833 / 1834 / 1835
Seca - 1844 / 1845 / 1846
Seca - 1877 / 1878 / 1879
Seca - 1888 / 1889
Seca - 1898 / 1899 / 1900

No século XX - (27) vinte e sete vezes secas.

Seca - 1903 / 1904
Seca - 1908 / 1909
Seca - 1910
Seca - 1914 / 1915
Seca - 1919 / 1920 / 1921
Seca - 1932
Seca - 1945
Seca - 1951 / 1953
Seca - 1966
Seca - 1970
Seca - 1979 / 1980 / 1981 / 1982 / 1983 / 1984
Seca - 1991 / 1992 / 1993
Seca - 1998 / 1999

No século XXI - (7) sete secas.

Seca - 2001
Seca - 2012 / 2013 / 2014 / 2015 / 2016 / 2017

Segundo D. José Adelino Dantas, "foi no século XVIII, que se verificou a primeira longa e calamitosa seca do Nordeste, abrangendo cinco anos consecutivos, de 1723 a 1727.

Em 1877 ocorreu a mais devastadora de todas as secas, a economia ficou arrasada, as doenças e a fome dizimaram o rebanho que sustentava milhares de famílias.

O problema da seca no Sertão Nordestino é mais remoto do que parece. Pesquisas confirmam: a situação climática do Sertão é inalterável.

Fundamental, portanto, a intervenção humana para amenizar seus efeitos. Não podemos combater, mas com os quais podemos conviver.

Acesse também:
CRONOLOGIA DAS SECAS

Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org
Secas do Seridó - OpenBrasil.org

Postagens mais visitadas

Imagem

Secas do Seridó